Tecnologia 3D é descartada por fabricantes de TV em 2016

Samsung e Philips afirmam que não há demanda para esses aparelhos

Publicado em 11/03/2016

Os produtos com tecnologia 3D estão com os dias contados. Segundo o site TecMundo, as fabricantes Samsung e Philips anunciaram que não irão mais fabricar televisores com suporte para três dimensões, devido à falta de procura pelo produto.

A Samsung afirmou, em comunicado oficial à revista Forbes, que, por uma decisão estratégica, irá abandonar o 3D. No texto, a empresa informa que se dedicará a outras tecnologias. “Os últimos modelos de 2016 da Samsung não contarão com a funcionalidade 3D. Tomamos essa decisão com base na demanda limitada do consumidor pelo 3D e a pouca quantidade de conteúdo sendo produzido nesse formato. Por outro lado, estamos investindo na produção de nossa melhor imagem de TV, a SUHD TV com Quantum Dot Display, bem como inovando nossos negócios em outros lugares para entregar uma experiência 3D imersiva”.

Já a Philips, anunciou durante um evento na Bélgica que não fabrica mais televisões com essa tecnologia para a Europa - medida que se ampliará para todo o mundo, provavelmente. O diretor de estratégia e planejamento de produtos da empresa, Danny Tack, explica o porquê da exclusão: “Não há fontes em 3D e ninguém quer o 3D. Ele também complica muito a TV. A necessidade do consumidor simplesmente não está mais ali”.

Outra fabricante de televisores com 3D, a Sony, limitou a tecnologia para alguns modelos top de linha. O mesmo acontece com a marca LG, na qual apenas 20% das TVs de 2016 terão suporte ao 3D, contra 40% em 2015. Em contrapartida, a Panasonic continuará produzindo televisores com suporte à tecnologia de três dimensões.