Você já conhece o Oldflix? Saiba mais sobre esse novo serviço

Plataforma é uma espécie de Netflix para os apaixonados por filmes clássicos

Publicado em 05/04/2016

A dificuldade de encontrar filmes clássicos, seja na TV a cabo ou em DVDs, pode estar com os seus dias contados, graças ao novo serviço de streaming que acaba de ser lançado para os brasileiros: o Oldflix. A plataforma promete trazer um catálogo recheado de produções cinematográficas, séries e desenhos clássicos. A assinatura mensal custa R$ 9,90, mas a primeira semana é de graça. Com design semelhante ao do concorrente, o canal ainda não tem aplicativos disponíveis para celular e tablet, e só pode ser acessado via browser. O menu também é modesto, com 800 filmes, e vem dividido por gêneros e décadas, dos anos 1940 à década de 1990.


Lolita (1962)

Pontos positivos

A seleção passeia por filmes e programas consagrados, como Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), O Poderoso Chefão (1972), Lolita (1962), de Stanley Kubrick, Ladrões de Bicicleta (1948), de Vittorio de Sicca, Sansão e Dalila (1949), de Cecil B. DeMille, A Bela da Tarde (1967), de Luis Buñuel, A Felicidade Não se Compra (1946) e Star Trek.

Gimme Shelter (1970)

Garimpando, dá para achar algumas boas surpresas: o documentário Gimme Shelter (1970), em que os irmãos Albert e Davis Maysles narram o desastroso show dos Rolling Stones no festival de Altamont, em 1969, e Eu Matei Jesse James (1949), filme de estreia de Samuel Fuller. Além destes sucessos, a plataforma disponibiliza séries inesquecíveis como A Feiticeira, Agente 86 e A Mulher Biônica. Pantera Cor-de-Rosa e Caverna do Dragão são algumas das animações presentes no catálogo.

Pontos negativos

Ao se inspirar no layout da Netflix, o Oldflix também incorpora a navegação truncada e aleatória. O serviço ainda revela lentidão no streaming, quedas constantes de servidor e uma qualidade de imagem por vezes irregular. A curadoria não é nada cinéfila. Títulos de gosto duvidoso estão espalhados pela plataforma: Hardball – O Jogo da Vida (2001), drama de beisebol com Keanu Reeves, e o policial 88 Minutos (2007), uma das poucas manchas na biografia de Al Pacino. Kickboxer 5 (1995) e a fantasia gospel Deixados para Trás 2 – Comando Tribulação (2002) também merecem menção honrosa.